A Idolatria do Futebol

Combatemos a idolatria aos santos, mas idolatramos várias outras coisas: o futebol, a igreja, o pastor, os costumes e a tradição.

PortalJuvenis em 04-Julho-2012

Publicidade

A febre do futebol é tão grande que pessoas matam e morrem por futebol. Aliás, se mata e morre por tão pouco hoje em dia! Eu não consegui dar outro nome a isso senão “A Idolatria do Futebol”. Fiquei pensando como as pessoas invertem os valores e as prioridades de suas vidas no dia do jogo.

É que não vejo quase ninguém neste mesmo ímpeto, manifestando sua indignação pelos políticos corruptos. Não vejo quase ninguém com esta mesma força para evangelizar e nem para adorar a Jesus. Se a gente fizer por Jesus o que eles fazem por um time todos nos chamariam de loucos e fanáticos.

Combatemos a idolatria aos santos, mas idolatramos várias outras coisas: o futebol, a igreja, o pastor, o banco que sentamos domingo após domingo na igreja (e ai de quem se sentar no meu lugar); idolatramos os costumes e a tradição (às vezes mais do que a própria Bíblia).

E nessa idolatria sem limites, vamos criando nossos próprios deuses, nossas próprias imagens de culto e adoração. Deus vai então se tornando uma mera lembrança na hora do almoço, do jantar e quando não estamos com muito sono na hora de dormir. Vamos trocando Deus por coisas palpáveis e visíveis. Continuamos carentes de ver e sentir para estarmos de bem com Deus. Precisamos nos arrepiar, chorar, rir, qualquer emoção vale para fazer a presença de Deus real em nosso meio. E os psicólogos se divertem vendo como as pessoas são manipuladas por técnicas que se aprendem na faculdade.

Não sei se vai dar tempo, visto que creio na volta iminente de Jesus, mas talvez precisaríamos de mais dois mil anos para entender a graça. E, talvez, nem todo esse tempo seria suficiente, visto que temos o “dom” de distorcer as coisas fazendo-as se acomodarem aos nossos desejos.

De qualquer forma, que possamos voltar os nossos olhos àquele que realmente merece nosso louvor, honra e adoração. Ao Único que merece a nossa vida e o nosso sacrifício. À única bandeira que merece ser erguida e hasteada, que é a bandeira do evangelho de Jesus!

Que o nosso amor por Jesus não se esfie como esfriou em tantas nações, que os nosso corações possam arder de amor, mas somente por Jesus e lembrar que o a bandeira sobre nós é o amo dele por nós e de nós por ele.
Que corramos para alcançar um troféu incorruptível que é vencer cada prova no campo do evangelho e no reino de Deus.

Comente

© Copyright 2012, Juvenis Brasil S.A.